Linguagem Jurídica
18.4.05
 
Termo técnico e jargão.
Na definição de Houaiss, jargão é “linguagem viciada, disparatada, que revela conhecimento imperfeito de uma língua”. É linguagem arcaica, antiga, complicada.

Deve-se escrever, o mais possível, com as palavras que usamos na linguagem comum. Por isso, convém evitar os jargões, arcaísmos, expressões raras e obsoletas. A finalidade dessa regra é garantir a clareza que é uma das principais qualidades de um bom estilo.

Ao redigir, devemos distinguir o que é termo técnico, insubstituível, do que é dispensável jargão.

O jargão revela a fragilidade de quem o usa – ou a intenção de enganar o interlocutor, com um palavrório pomposo, mas de pouco significado.

Brocardos, às vezes, sem exageros, podem ser úteis, porque encerram um enunciado que não carece de maior demonstração (é um argumento de senso comum, como se verá, mais adiante).

Comments: Postar um comentário

<< Home

Powered by Blogger